fbpx

Como captar recursos financeiros em época de pandemia

Como captar recursos financeiros em época de pandemia

O cenário trazido pela pandemia do novo coronavírus é de incertezas para todo o ecossistema de startups. Dependendo do seu produto, serviço ou modelo de negócio, as consequências são maiores ou menores, mas com certeza há algum impacto. Para reduzir esse tipo de problema, muitas empresas estão em busca de captar recursos financeiros para melhorar o giro de caixa.

Em função da incerteza, algumas parcelas do mercado dão sinais de enxugamento dos investimentos, o que gera certa apreensão entre os empreendedores de startups. Marcelo Wolowski, CEO da gestora de venture capital Bzplan, por outro lado, afirma que o momento é de atenção redobrada, mas que o ecossistema de Santa Catarina, pelo menos, não demonstra intenção de cortar investimentos.

É possível extrair positividade de um cenário de devastação, e enxergar em demissões e reinvenção de empresas oportunidades de evolução e adaptação. Confira neste post algumas dicas sobre como captar recursos financeiros em tempos de pandemia.

 

Os fundos não pararam

Segundo alertam especialistas, a principal mudança no mercado de investimentos provocada pela pandemia foi o financiamento de prejuízos. Muitas empresas queimaram dinheiro de caixa nos últimos anos para crescer de forma acelerada, certas de que captariam investimento em breve. E é esta dinâmica que o cenário atual e futuro, que se desenha com base nos impactos econômicos da crise, não permite mais.

O investimento em startups é de médio a longo prazo, por isso especialistas em investimentos não acreditam que a pandemia será um obstáculo: pelo contrário, pesquisas já mostram que os investimentos cresceram neste período.

O ambiente competitivo com grandes rounds de investimentos, estes sim devem sofrer expressiva redução, e as empresas envolvidas neles precisam se atentar a buscar novas formas de obter recursos.  Para investidores-anjo, que são pessoas físicas, o momento também é mais sensível. No entanto, para rodadas menores capitaneadas por gestoras de fundos, junto a empresas que apontem para uma maior estabilidade, dificilmente haverá uma pausa nos investimentos.

Confira alguns dos cuidados que os fundos estão implementando:

 

  • Maior conservadorismo;
  • Disponibilização de valores parcelados;
  • Análise do médio e longo prazo, sem avaliar o desempenho da empresa durante a pandemia (seja ele positivo ou negativo), mas pensando em como o negócio será sustentável no futuro.

 

Prepare sua empresa para captar recursos financeiros

Sob a ótica das startups, o que muda é principalmente a forma de se organizar. Para a maioria delas, o momento é de retenção de custos e replanejamento do futuro, mas a organização interna das empresas é um ponto para o qual investidores estão olhando com muito mais atenção neste novo cenário.

Ao buscar segurança nos investimentos, eles precisam identificar que a sua empresa está preparada, não está gastando mais do que pode, e está estruturada para crescer de forma sustentável. 

Além da implementação de medidas de austeridade financeira — que envolvem, por exemplo,  não promoção dos colaboradores, renegociação com fornecedores e prorrogação de prazo para pagamentos onde isso é possível —, as startups devem se atentar ao replanejamento da sua estrutura de caixa, buscando maior sustentabilidade do negócio. 

Veja alguns pontos que podem chamar a atenção de investidores mesmo durante a pandemia, e faça uma avaliação do seu contexto:

 

  • Como era a sua empresa antes da crise, pensando em organização financeira, fluxo de caixa etc.?
  • Como a empresa se organizou para passar pela crise? Que medidas estão tomando?
  • Como planejam que isso poderá se refletir em maior certeza e segurança no médio prazo?

 

Se você quer uma dica, não desista da busca pelos recursos. Reduza suas expectativas, considerando que o cenário é de investimentos mais singelos, mas não desista e prepare a sua empresa para eles.

 

Caminhos alternativos — e também eficientes

Saindo um pouco do cenário de fundos de investimento para abrir seus horizontes para outros lados, existem caminhos para captar recursos financeiros que podem ser mais imediatos e factíveis.

 

Editais de investimento

O modelo de captação de recursos via editais se mostra como uma grande oportunidade para startups. Lançados por instituições de fomento ao desenvolvimento econômico, por exemplo, alguns desses programas buscam selecionar startups que consigam desenvolver soluções para auxiliar no combate à pandemia.

 

Além da captação, os editais permitem uma experiência de desenvolvimento em conjunto de novas soluções, e de aprimoramento do seu negócio por meio do contato com necessidades reais e urgentes das pessoas e empresas. Tenha atenção a editais que estejam rolando para se inscrever e buscar participar.

 

Linhas de crédito

Para ajudar a conter a crise, instituições como o Banco Central; bancos públicos federais e bancos privados nacionais têm tomado medidas de liberação de verbas para a operação do sistema financeiro, recursos para renegociação de contratos nas operações indiretas, redução de taxas de juros, disponibilização linhas de crédito emergenciais para os diferentes portes de empresa, entre outras ações.

Mesmo com toda a facilitação, existem dois obstáculos principais que costumam surgir no caminho das startups: a dificuldade de acesso às instituições financeiras e de negociação; e a não possessão de bens e garantia real para oferecer em troca dos empréstimos.

Para auxiliar os empreendedores no primeiro ponto, o Sebrae oferece um serviço de crédito assistido, em que é feita a ponte com a instituição financeira e há um acompanhamento próximo dos especialistas do Sebrae à empresa acerca do empréstimo. Sobre o segundo desafio, a Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), lançou o Fundo Garantidor ACATE, que oferece garantia de crédito para facilitar a obtenção de seus créditos.

O ecossistema vai se apoiando e se estruturando, e assim passaremos por esta crise. Você está passando por dificuldades para captar recursos financeiros neste período de crise? Acompanhe nossas publicações e saiba mais sobre este e outros temas para apoiar a sua empresa.

Alexandre Souza

Coordenador do Startup SC, projeto do Sebrae/SC que tem como objetivo o desenvolvimento e fortalecimento das startups catarinenses.