fbpx

Como apoiar a capacitação dos colaboradores durante a pandemia

Como apoiar a capacitação dos colaboradores durante a pandemia

Durante os meses de isolamento social, surgiu a necessidade de ocupar o tempo com atividades diferentes e produtivas.  Ao mesmo tempo, a visão de não dar conta de tudo que está disponível provoca ansiedade e estresse. Neste caso, qual o papel das lideranças de empresas no apoio à capacitação dos colaboradores da sua equipe?

Por não poderem sair de suas casas para as rotinas normais, as pessoas buscam nos cursos online alternativas para aprender novas habilidades e passar o tempo durante o isolamento. Em 30 dias, entre abril e maio, a plataforma Coursera registrou um aumento de 644% em relação ao mesmo período do ano anterior, com 10,3 milhões de matrículas realizadas neste período.

As empresas também se utilizaram dos incontáveis cursos gratuitos disponibilizados para continuar investindo na capacitação dos colaboradores sem precisar desembolsar recursos para isso durante a crise. Além dos cursos, palestras, webinars, lives e demais eventos online também foram amplamente realizados e recomendados.

Mas e como fica o seu colaborador em meio a tantas opções? Veja neste artigo algumas dicas de como auxiliar o seu time para que possam usufruir de tudo aquilo que for saudável e produtivo para eles.

 

A evolução do ecossistema de aprendizado digital

O e-Learning ou aprendizado digital já é uma realidade para muitas instituições de ensino no Brasil mas, durante a pandemia, as buscas por esse tipo de recurso aumentaram de forma expressiva. Dados divulgados pelo INEP mostram que 1,7 milhões de brasileiros se matricularam em cursos à distância durante o período de isolamento.

Fica evidente a necessidade de evolução que ainda temos. Pensando tanto pelo lado social, de que um em cada quatro brasileiros não tem acesso à internet (46 milhões de pessoas), e de desenvolver maneiras de fazer essa possibilidade chegar até elas; quanto pelo lado de que o mercado precisa estar preparado para atender a muito mais pessoas do que hoje.

A busca por se tornar mais digital deve passar também pelo viés da educação. Empresas que ainda não desenvolviam cursos EaD enfrentaram desafios maiores durante o isolamento por precisarem produzir alguma coisa muito rápido. São momentos como este que causam tal choque de realidade que fazem o mercado se movimentar para encontrar formas de evoluir e atender a novas demandas.

 


 

Compartilhamento de conteúdo

Muitas empresas identificaram esse cenário e começaram a investir na produção de cursos e capacitações online sobre temas de seu domínio para apoiar os profissionais. Outras passaram a disponibilizar conteúdos já existentes de forma gratuita, como entrevistas com especialistas em seu ramo de atuação, eBooks, dicas sobre seu mercado em lives, entre tantas outras.

Essas empresas foram motivadas pela empatia e pela oportunidade de oferecer algum apoio para aproveitar o tempo do isolamento de forma produtiva. Como exemplos de iniciativas neste sentido, a plataforma Coursera disponibilizou uma página específica para oferecer apoio aos cursos presenciais paralisados durante a pandemia, o que mostra também a capacidade de adaptação necessária a um período tão inédito.

O Sebrae também está oferecendo gratuitamente e online todas as palestras do Startup Summit 2019, evento presencial para empreendedores realizado no ano anterior ao início da pandemia no Brasil. 

 

Oriente a capacitação dos colaboradores

Em meio a tantas opções disponíveis, os colaboradores do seu time podem ficar confusos e até se sentirem sobrecarregados pela pressão de precisarem se atualizar constantemente, além de lidarem com todas as emoções conflitantes ocasionadas pelo período de isolamento e crise.

Por isso, é essencial que as lideranças da sua empresa estejam engajadas em um movimento de demonstrar compreensão com a situação crítica e orientar de forma empática. Procure formas de ajudá-los a descobrir, por exemplo, propósitos e vocações pessoais por meio das suas indicações.

É importante compartilhar dicas de conteúdos voltados à capacitação dos colaboradores e sugerir que busquem desenvolver novas habilidades e formas de fazer os seus trabalhos. No entanto, tome cuidado para que isso não soe como uma cobrança. Indique de colega para colega e sempre disponibilize apoio no que se mostrar necessário.

Para além de cursos, conteúdos como palestras, meetups, filmes, podcasts e outros formatos também podem ser algumas das suas indicações de capacitação aos seus colaboradores, puxando para um lado um pouco mais leve neste momento em que tudo parece tão pesado.

Grupos de estudos online e reuniões de boas práticas onde as pessoas possam compartilhar ações que vêm realizando na sua área de atuação também podem funcionar como ótimas opções de capacitação dos colaboradores.

O importante é sentir o seu time, estar em constante contato e entender as principais necessidades de cada um. A partir daí, a dica é dosar as abordagens e sugestões de recursos para capacitação, e sempre se mostrar disponível para ajudar. Para saber mais sobre como manter o seu negócio rodando e o seu time engajado em tempos de crise, acesse o blog do Startup SC.

Alexandre Souza

Coordenador do Startup SC, projeto do Sebrae/SC que tem como objetivo o desenvolvimento e fortalecimento das startups catarinenses.