fbpx

Liderança em tempos de crise: a comunicação como chave

Liderança em tempos de crise: a comunicação como chave

Momentos de crise empresarial podem se materializar de diversas formas. Desde a situação econômica da empresa ou do mercado, passando pela falta aparente de rumo para os negócios, até tomadas de decisão que impactam a vida de muitas pessoas, entre tantas outras. O papel da liderança em tempos de crise se mostra essencial para a condução das ações, buscando manter o equilíbrio, comunicar de forma clara e orientar.

CEO de duas empresas nos Estados Unidos, o empreendedor Elon Musk é uma das figuras mais conhecidas quando o assunto é liderança. Em entrevista concedida ao portal Glassdoor, Musk garante que a melhor parte de um líder é o seu time. E é sobre isso que queremos falar aqui.

Existem diferentes formas de enxergar as crises às quais o universo do empreendedorismo está exposto, mas especialmente quando elas têm causas externas à empresa — como foi o caso da pandemia do coronavírus — liderar com propósito e pensar em como o time vai receber cada impacto é fundamental para o sucesso do negócio.

 

Olhar primeiro para dentro

Sabe aquele ditado que diz que a grama do vizinho é mais verde? Pois este é um desafio muito comum nas relações humanas: nos colocarmos em primeiro lugar. Muitas vezes nos vemos na posição de querer fazer o bem pelo outro, ajudar, oferecer algo, e não nos damos conta do que nós estamos precisando.

Um sinal de amadurecimento por parte das lideranças empreendedoras é justamente identificar essas necessidades individuais, entender como se relacionar com elas, o que é preciso para supri-las e qual o resultado que este bem-estar traz. Durante a pandemia, ficou ainda mais evidente a importância de os líderes estarem firmes para poderem assumir posições e compromissos coerentes.

A partir do momento em que uma liderança se vê preparada para enfrentar a crise, ela consegue transmitir muito mais segurança à equipe e aos stakeholders. E que momento para oferecer isso aos times, considerando todas as mudanças que a crise da pandemia provocou. Cuidar da gestão emocional com relação aos medos e inseguranças dos colaboradores se mostra essencial.

 

A comunicação da liderança em tempos de crise

O realismo é o tipo de comportamento de lideranças que parece mais passível de acertos em tempos de crise. A gestão que apresenta esta visão busca compreender a realidade e identificar o que pode ser feito com relação a ela.

A visão não é assim tão pragmática e leva em consideração aspectos diversos, mas seguir este raciocínio e traçar planos de ação contribuem para a redução dos níveis de ansiedade tanto dos colaboradores quanto da própria liderança. E o principal caminho para colocar tudo isso em prática é desenvolver bons e transparentes canais de comunicação com a equipe.

A falta de comunicação entre o time e os líderes pode ocasionar uma série de falhas de compreensão. O momento é de incerteza para todos, tanto para os negócios quanto para as  pessoas. Ao longo da pandemia foi possível acompanhar diversos casos de desligamentos em massa em função das empresas não conseguirem manter as suas obrigações financeiras, por exemplo.

Por isso a importância da comunicação no papel da liderança em tempos de crise. As pessoas que trabalham na sua empresa podem sentir medo de precisarem ser demitidas e acabarem ficando sem emprego justo em um momento tão difícil. Assim, os líderes devem buscar ser o mais transparentes possível, destacando aspectos como:

 

  • Qual o cenário atual da empresa;
  • Qual o cenário atual dos clientes, o que implica diretamente na receita da empresa;
  • Quais os critérios para a opção pelo desligamento de colaboradores neste momento;
  • O que a empresa está fazendo para evitar isso;
  • Como a empresa se coloca à disposição para auxiliar os casos que forem inevitáveis.

 

Se a empresa não fala nada, ou fala algo e faz o contrário, ela alimenta a criatividade dos colaboradores para colocarem o que mais se encaixa na percepção deles para cada situação, podendo gerar ruídos na comunicação e problemas muito maiores depois.

 

Cuidando das pessoas em primeiro lugar

Felizmente para a humanidade, o que mais se observou por parte das lideranças de empresas de tecnologia durante a pandemia foi a prioridade máxima dada à saúde e segurança dos colaboradores e de seus familiares. Assim, diversas empresas estipularam como padrão desde o início o home office, poupando a exposição ao vírus quando não houvesse essa necessidade. 

Com isso garantido, as empresas partiram para uma segunda etapa, que foi a de olhar para seus próprios indicadores para redesenhar os próximos passos. Assim, eventos foram cancelados ou adiados, metas e objetivos empresariais foram revisitados e adaptados às condições possíveis dentro do novo normal. Por último, priorizando toda a organização interna, buscaram entender como seria possível dar um suporte às suas bases de clientes.

Um dos grandes benefícios proporcionados pelo ecossistema de tecnologia e inovação de Santa Catarina é a rede de conexão, a união e o apoio oferecido entre os seus atores. Isso é essencial para ajudar a fortalecer as lideranças em tempos de crise, compartilhando experiências, vivências e dores e chegando juntos a novas soluções.

A pandemia colocou  todos em um grande experimento social que trouxe mudanças permanentes na organização das pessoas, aguçando percepções antes não visitadas e estimulando processos de desenvolvimento empreendedor muito rápidos. A tomada de decisões que impactam na vida das pessoas do time, ainda mais em um momento sensível como este, se mostra como um grande desafio, mas que irá trazer ganhos com o desenvolvimento de habilidades de liderança, resiliência e resistência que só momentos difíceis podem trazer.

Acesse o blog do Startup SC para mais conteúdos focados em gestão e desafios da liderança em tempos de crise e visite também nossa nova iniciativa, o podcast do Startup SC, onde estão disponibilizados todos os meetups online realizados nos meses de maio e junho e diversos outros conteúdos para você acompanhar onde e quanto puder. Não perca!

Alexandre Souza

Coordenador do Startup SC, projeto do Sebrae/SC que tem como objetivo o desenvolvimento e fortalecimento das startups catarinenses.